NOTÍCIA

  Detran investe em ações para evitar acidentes envolvendo crianças

Belém, 01 de novembro de 2018

É preciso redobrar o cuidado quando o assunto é criança. Os dados levantados pelo Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran) mostram que oito crianças na condição de pedestre morreram ano passado vítimas de acidentes de trânsito. Mais duas perderam a vida quando estavam de bicicleta e oito na condição de passageiro. Quando se fala em vítimas não fatais, esse número é ainda maior. Os dados mostram que 190 crianças saíram feridas em acidentes no trânsito.

Preocupado em garantir a segurança dos pequenos e apostando que eles serão os multiplicadores do futuro para ajudar na redução de acidentes de trânsito, o Detran, através da sua Coordenadoria de Educação, vem realizando diversas ações voltadas para o público infantil, em especial, aos estudantes das escolas públicas e particulares.

Nesta quinta-feira (1º), por exemplo, o órgão estará com a sua equipe de agentes de educação na Escola Santa Madre, localizada na Avenida Augusto Montenegro. Será uma manhã inteira dedicada às atividades como palestras especialmente trabalhadas para o bom entendimento do público infantil, jogos educativos como trilhas, exibição de vídeos, show de mágicas que objetiva não apenas o entretenimento como repassar importantes informações de exemplos a serem seguidos. A programação está prevista para iniciar às 9h.

No próximo dia 09, a Coordenadoria de Educação estará em Icoaraci pela manhã – na Escola Lírios do Campo – e à tarde no município de Santo Antônio do Tauá – durante a programação da Feira de Ciências da Cooperativa de Ensino e Serviços do Estado do Pará.

“Nós atendemos diversos pedidos das escolas estaduais, municipais ou particulares. Temos feitos várias ações focando a criança e consequentemente também os adultos, já que elas apreendem muito rápido e repassam o que ouviram aos pais. Somente com o engajamento de todos vamos conseguir reduzir esses números de acidentes”, explica o gerente da Escola Pública de Trânsito, Carlos Valente.

Em todas as ações os agentes de educação ressaltam a importância do uso do capacete, a idade mínima que a criança pode ser conduzida em motocicleta .“Tem sido comum a interação da criança durante a nossa explanação. Elas mesmas acabam identificando alguma situação já vivenciada por elas ou por alguém que conhecem”, observa.

A coordenadora de educação do Detran, Linda Cantuária, ressalta que em praticamente todas as ações educativas que o órgão realiza em Belém e demais municípios, a participação das crianças tem sido intensa. “Elas são a aposta do órgão para o futuro de um trânsito melhor, menos caótico e principalmente, com menos mortes. São vários os projetos do Detran oferecidos para os pequenos, mas entre os destaques estão a Escola em Trânsito, atividades como pintura temática, jogos educativos e a mais recente : a peça teatral Encantados no Trânsito, que através de personagens tirados dos contos infantis, leva mensagens do que deve ou não ser feito no trânsito”.

Por Rose Barbosa