Detran leiloa mais de mil veículos em Belém e Marabá

Belém, 15 de maio de 2018

Começa nesta quarta-feira, 16, a visitação aos veículos que serão leiloados pelo Departamento de Trânsito do Estado (Detran) no município de Marabá, sudeste paraense, nos dias 23 e 24 de maio. Os interessados podem se dirigir ao pátio da VIP Leilões, na Rodovia BR 222, Km 03, no bairro São Felix, sempre de segunda a sexta, no horário das 9h às 17h. A visitação segue até o dia 22.

O leilão em Marabá contará com 751 veículos e será realizado no Palace Eventos (Rua das Mangueiras, Nª4, Incra, Amapá). Os veículos foram removidos ao parque de retenção durante ações de fiscalização.

Ainda neste mês, nos dias 29 e 30 de maio, o Detran faz em Belém outro leilão. Na capital os interessados podem examinar os 436 veículos oferecidos, entre carros e motos, a partir do dia 22 (terça-feira) até o dia 28, de segunda a sexta, no horário das 9h às 17h, no pátio da VIP Leilões, na Rodovia Alça Viária, Km 1, nº 888, bairro São João, em Marituba, mesmo local do pregão.

O primeiro dia dos leilões, em ambos municípios, será reservado a pessoas físicas e o segundo às empresas e pessoas jurídicas que estiverem presentes no pregão ou fizerem lance on-line, com login e senha obtidos em cadastramento prévio no site da empresa. Quem preferir a modalidade presencial deverá apresentar documento de identidade oficial com foto.

Os lotes de veículos são divididos nas categorias: Conservados, Sucatas Aproveitáveis e Sucatas Aproveitáveis com Motor Inservível (sem utilidade). Os classificados como sucatas aproveitáveis não poderão mais circular e serão arrematados apenas por empresas do ramo do comércio de peças usadas, devidamente regulamentadas.

A relação dos veículos retidos pelo Detran pode ser consultada no site: www.detran.pa.gov.br e no Diário Oficial do Estado. O edital já está disponível na página inicial do Detran. Lá, os interessados podem consultar datas, locais, horários e documentos necessários para participar e ainda obter informações sobre as condições dos veículos.        

Por Asdecom


Voltar

Imprimir