Ajuruteua recebe serviços integrados de proteção balneária

Belém, 17 de julho de 2017

 

 

A praia de Ajuruteua, distante 38 quilômetros de Bragança, no nordeste paraense, recebeu cerca de sete mil pessoas neste terceiro domingo do veraneio. Para garantir a segurança e tranqüilidade de quem aproveitou o clima ensolarado para um banho de mar, prefeitura e Estado disponibilizaram uma rede integrada de serviços que congregou Corpo de Bombeiros, Defesa Civil Estadual, Detran, Defesa Civil municipal, Demutran, Conselho Tutelar e Samu.

Doze homens do quartel do Corpo de Bombeiros de Bragança atuam como guarda-vidas e socorristas, e mantêm atenção redobrada nos banhistas que ficam à margem da praia, reforçando as orientações quanto ao cuidado com as crianças, locais impróprios para o banho devido à corrente de retorno, perigo das linhas de pipa enceradas e com o consumo de bebidas alcoólicas em excesso.  

“Estamos intensificando o serviço de prevenção, não permitindo que os banhistas se desloquem para as áreas com canal e correnteza, impedindo a circulação de veículos na praia e também entregando pulseiras de identificação. Como resultado temos visto que isso tem contribuído para a redução do número de acidentes, na comparação com o mesmo período no ano passado, e também de ocorrência de crianças perdidas”, informa o supervisor do serviço de guarda-vidas, 1º tenente Laurilei Ferrreira Alves.

A grande preocupação dos militares é com crianças e idosos, por serem vítimas potenciais de afogamento. “Recomendamos aos banhistas que antes de entrarem na água procurem os guarda-vidas para saberem os locais adequados para o banho, porque na praia tem canais, pedras, animais marinhos (águas vivas e peixe bagre) e restos de entulho de barracos destruídos pela erosão. Tudo isso oferece riscos de acidentes”, explica o 2º sargento Flávio de Souza Barros.

Segundo os CBMPA, a ocorrência mais frequente é de acidentes automobilísticos, especialmente na PA-458, que liga Bragança à Ajuruteua.

A veranista Francidalva Brito, que participava de um passeio ciclístico com saída do município de Augusto Correa em direção à praia de Ajuruteua neste domingo, sofreu uma queda de bicicleta na PA-458. A ciclista recebeu os primeiros atendimentos de uma equipe dos bombeiros que transitava no local e, posteriormente, foi levada até a barraca instalada na praia de Ajuruteua. “Fui muito bem atendida pelos socorristas, que rapidamente fizeram um curativo nos ferimentos provocados pela queda”, comentou.

No sábado (15), os bombeiros atenderam uma ocorrência de Acidente Vascular Cerebral (AVC). A vítima era um idoso que apresentava hipertensão e teve um mal súbito. Ele foi encaminhado para o hospital Santo Antônio, em Bragança.

A conselheira tutelar de Bragança, Rosa Kennel, que acompanha os trabalhos em Ajuruteua, destacou a parceria com o Corpo de Bombeiros: “Se hoje podemos comemorar o avanço da proteção à criança e ao adolescente neste balneário é graças ao trabalho integrado com os organismos de segurança pública”, frisou.

O enfermeiro Sandro Trindade coordena a equipe do Samu em Ajuruteua e também destacou a atuação integrada dos órgãos municipais e estaduais. “Estamos trabalhando em parceria com os bombeiros e a Defesa Civil no posto de entrega de pulseira de identificação para as crianças, com objetivo de minimizar os riscos de acidentes no balneário”.

O veranista Velber de Oliveira aproveitou o dia ensolarado de domingo com familiares na praia de Ajuruteua e considerou excelente o serviço integrado no balneário. “Vemos que os órgãos de segurança estão presentes, educando e fazendo o serviço preventivo, o que nos deixa mais tranquilos”, disse.

O Corpo de Bombeiros também conta com apoio da Defesa Civil estadual e municipal na entrega de pulseiras de identificação e no serviço de orientação dos banhistas sobre as áreas afetadas com a erosão. Conta ainda com o apoio de agentes do Demutran e do Detran na organização do trânsito local.

 

Por Roclane Damasceno


Voltar

Imprimir