Escola Pública de Trânsito recebe aula inaugural

Belém, 24 de maio de 2017

 

Com novo espaço e mais conforto aos usuários, a Escola Pública de Trânsito (EPT) do Departamento de Trânsito do Estado (Detran) está a poucos meses de sua efetiva implementação. O local, que irá contar com cursos especializados para as categorias profissionais recebeu nesta quarta-feira, 24, a primeira aula de formação de mototaxista beneficiando 60 condutores.

A implantação da EPT obedece a resolução nº 515 de 18 de Dezembro de 2014, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que prevê a promoção da Política Nacional de Trânsito assim como a execução de ações e cursos voltados para o exercício da cidadania, mobilidade e segurança no trânsito. Agora em prédio próprio, a nova Escola Pública de Trânsito do Detran, deverá capacitar cerca de 360 condutores por mês.

“Nossa perspectiva é formar cerca de três turmas por semana, o que representa 12 turmas por mês, totalizando 360 motoristas regularizados e capacitados. Antes por não haver local adequado, esses cursos eram feitos, em geral, em escolas credênciadas, porém eram pagos, já com a nova EPT os usuários poderão fazer os cursos inteiramente gratuitos” explicou o Coordenador de Educação para o Transito, Valdemir Monteiro.

Dentre os cursos que serão ofertados estão o de formação de mototaxista; motofretista; direção de veículos de emergência, como ambulâncias e viaturas; reciclagem para motoristas de ônibus e táxi; carga indivisível e transporte escolar. O novo espaço, localizado na Avenida Generalíssimo Deodoro, nº 1340, conta com duas salas de aula, uma sala multimídia, um auditório e central de atendimento.

“Nesse ambiente mais adequado às nossas necessidades poderemos executar ações que antes eram difícéis pela falta de um espaço físico próprio, como visitas monitoradas com alunos de escolas públicas, além da ampliação da oferta dos cursos especializados”, avaliou a Gerente da Escola Pública de Trânsito, Karla Cardoso.

Para a Diretora Geral do Detran, Andrea Hass, a nova EPT busca reduzir o alto índicie de acidentes no trânsito através das formações e capacitações. “A Escola Pública de Trânsito já existiu, mas infelizmente foi extinta em 2000, e funcionava até então como uma gerência, no apoio a educação. Agora esse projeto foi resgatado trazendo novas ferreamentas e mais tecnologia, contando também com uma base de dados. O objetivo com isso é salvar vidas através da capacitação e educação no transito”.

Quem aproveitou a oportunidade foi o mototaxista, Antônio Angelo, de 44 anos. Há 17 anos trabalhando no ramo em São Miguel do Guamá, veio para Belém participar da primeira turma de formação na expectativa de se regularizar na profissão.

“É importante saber que a motocicleta tem uma grande vulnerabilidade no trânsito e nós mototaxistas, para sermos mais profissionais, temos que ir para sala de aula, absorver mais conhecimento, aprender mais sobre a legislação, direção defensiva e com isso vamos ter uma amenização nos acidentes de trânsito. Para mim esse curso foi muito importante, porque vou me regularizar e sem pagar nada, o que ajuda muito na minha renda”, contou o mototaxista.

 

Por Asdecom

Detran - PA


Voltar

Imprimir